.

.

Total de visualizações de página

Você é a favor da pena de morte?
Sim
Não

Pessoas Online

Arquivos

Meus Vídeos

Loading...

Seguidores

TV NBR AO VIVO

quarta-feira, 12 de junho de 2013

JUIZ QUE SE INTIMIDA ;NÃO É JUIZ É PROJETO DE FRAJOLA

UMA VEZ JUIZ, CONCURSADO, EMPOSSADO E PASSADO O PERÍODO PROBATÓRIO O MAGISTRADO NÃO PODE TEMER POLÍTICO OU O FUTURO DE SUA CARREIRA.




Se uma dia eu viesse a ser juiz, não teria medo de ser afastado ou aposentado compulsoriamente, se estivesse certo e ciente da exatidão de minhas condutas.

Não sendo envolvido em escândalos, falsos amigos, e colegas piratas; não temeria em despachar ou sentenciar a contra gosto de quem quer que fosse.

Sim, mas uma decisão que desagrade a um político ou poderoso de plantão pode levar ao final da minha carreira.Paciência, são os ossos do ofício de quem exerce o seu mister de forma séria, briosa e honrosa.

Ter medo de ser juiz é deixar pelo meio do caminho sua obrigação de despachar, sentenciar e zelar pelos processos, que iniciaram-se sob sua presidencia. Para isso a Constituição Federal dar ao Juiz o livre poder de convicção em função das provas,justamente para não temer o ofício de julgar com seriedade.


Mas como no Brasil, ser juiz tornou-se sinônimo de fraqueza e de imagem dependente do poder legislativo, O QUE OCORRE É UMA FALSA DEMOCRACIA, pois num  sistema legalista (onde deve se respeitar as leis) e no Estado Democrático de Direito, o poder que assegura a independência dos poderes e à própria democracia, é o PODER JUDICIÁRIO.

A ameça ou até mesmo a certeza da retaliação com a sinalização de uma aposentadoria compulsória, não pode tirar o juiz de seu dever natural de julgar de forma livre, soberana e imparcial e PRINCIPALMENTE COM DESTEMOR.

Que juiz é esse que se caga todo com medo de político ou de processo administrativo? Ou ainda que teme a atuação vilã de outros colegas?


Togado e empossado a caneta é do Juiz e não do Deputado, justamente para amanhã ou depois NÃO SER CONFUNDIDO COMO BANDIDO DE TOGA, essa é a diferença entre um juiz e um projeto de frajola, e essa falta de coragem, essa pusilanimidade; chama-se covardia.

LEMBREM-SE E CARREGUEM CONSIGO: QUEM NASCEU PRA FRAJOLA JAMAIS CHEGARÁ A SER UMA ELIANA CALMON OU UM JOAQUIM BARBOSA !

0 comentários