.

.

Total de visualizações de página

Você é a favor da pena de morte?
Sim
Não

Pessoas Online

Arquivos

Meus Vídeos

Loading...

Seguidores

TV NBR AO VIVO

domingo, 26 de janeiro de 2014

AUDITORIA NO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA BAHIA MOSTRARÁ AS FERIDAS ABERTAS COM A GREVE DOS SERVIDORES EM 2010






Apenas 116 servidores(num universo de 10 mil servidores ativos) consomem 10% da folha de pagamento do Tribunal de Justiça da Bahia, somem-se a isso diárias exorbitantes e constantes, gratificações e vantagens, adicionais de função que na verdade na passa de uma bola de neve,onde assessores chegam a ganhar 40 mil reais.  

(servidor do TJ.Ba)

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ) anunciou, ontem, a empresa que fará a devassa nos salários de servidores concursados e nomeados para cargos de confiança na Corte. Trata-se da empresa gaúcha Maciel Auditores Independentes, especializada em perícias contábeis e financeiras. Com uma clientela que incluiu dezenas de órgãos públicos, a Maciel venceu, com uma proposta de R$ 268 mil, a licitação anunciada em dezembro passado pelo presidente eleito do TJ, desembargador Eserval Rocha. A auditoria na folha de pagamento faz parte do pacote de medidas tomadas por Rocha no rastro da crise que atingiu a cúpula do Judiciário baiano e resultou no afastamento do desembargador Mario Alberto Hirs do comando do tribunal. O resultado da concorrência foi divulgado pelo TJ ontem, data final para que todos os funcionários comissionados na Corte se apresentassem pessoalmente à presidência para declarar onde atuam e qual foi a frequência ao trabalho em 2013. Talvez seja por isso que alguns juízes tenham patrimônio incompatível com seus vencimentos. Juiz em final de carreira na Bahia ganha em média 25 mil reais.

0 comentários