.

.

Total de visualizações de página

Você é a favor da pena de morte?
Sim
Não

Pessoas Online

Arquivos

Meus Vídeos

Loading...

Seguidores

TV NBR AO VIVO

terça-feira, 11 de março de 2014

PREFEITO DE PAULO AFONSO NA BAHIA PODE SER PRESO

O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA BAHIA NÃO AFASTOU A POSSIBILIDADE DE ACATAR O PEDIDO DE PRISÃO FORMULADO PELO MINISTÉRIO PÚBLICO DA BAHIA



No acórdão o Desembargador Relator do processo por improbidade administrativa, não afastou a possibilidade de rever o pedido de prisão formulado pelo Procurador de Justiça,reconhece a conduta delitiva do prefeito Anilton Bastos , pois diz ainda que em tese está  evidenciada a materialidade e autoria, cuja acusação é o desvio de mais de 700 mil reais em contratação de bandas sem licitação quem conhece Paulo Afonso, na Bahia, sabe como o referido prefeito foi eleito e sob o mesmo ainda pesa a acusação processual de abuso de poder econômico para comprar votos; será que o PT continuará dando apoio ao mesmo para ter os votos de Anilton visando uma votação para o candidato Rui Costa? Neste particular é melhor contar com a votação dos Negromonte que teria uma votação mais livre e imparcial .Pelo menos aparentemente.

O absurdo é tamanho que somente uma rádio local é literalmente privilegiada com a contratação de serviços publicitários, em detrimento à rádio Cultura que tem muito maior poder de alcance do que a rádio utilizada e de propriedade do próprio grupo. Isso que é coronelismo e exigência do voto de cabresto... Só que nem todo mundo tem medo do lobo mau, e em  Paulo  Afonso, tem homem com "H" ainda, e não somente os subservientes que se agacham por empregos miseráveis de salários mínimos.
 
Vejam as fotos da decisão do processo de improbidade que Anilton Bastos  Pereira responde:



 

1 comentários

Thiago Henrique 11 de março de 2014 20:09

Parece até mentira que um artigo desse tenha sido publicado, não é de hoje que o gestor municipal vem infringindo leis e se achando acima da justiça(aliás, acho que é!). São várias as infrações como por exemplo, não admitir os concursados aprovados, mesmo sob pena de pagar multa diária; não repassar corretamente o salário do professor (eles ficaram muitos dias de greve em 2013), compra de votos e desvios de verbas que sabemos e os que são ocultos... tá na hora de serem tomadas as medidas cabíveis para punir essa corja.