.

.

Total de visualizações de página

Você é a favor da pena de morte?
Sim
Não

Pessoas Online

Arquivos

Meus Vídeos

Loading...

Seguidores

TV NBR AO VIVO

quarta-feira, 30 de abril de 2014

ONDE ESTÁ O SERVIÇO DE INTELIGÊNCIA DA POLÍCIA DE PAULO AFONSO?

UMA VERDADEIRA OPERAÇÃO DE GUERRA ESTÁ SENDO MONTADA EM PAULO AFONSO /BA, PARA PEGAR CRIMINOSOS PESADOS, QUE AO QUE TUDO INDICA SOMENTE O SERVIÇO DE INTELIGÊNCIA LOCAL NÃO SABIA, POR ISSO EM TESE BUSCA A PRISÃO DE PEQUENOS DELINQUENTES (DESACATO A AUTORIDADE POR EXEMPLO!)

Operação conjunta prende quadrilha em Paulo Afonso acusada de assaltar bancos em cidades do sertão

O líder da quadrilha, identificado como Josélio Ramos Lúcio foi preso na residência dele, localizada na Rua do Sossego, bairro Centenário, em Paulo Afonso. Segundo o MP, ele reagiu e entrou em luta corporal com um policial civil. Ele também tentou fugir por uma janela da casa, mas foi detido. As outras cinco pessoas foram presas em imóveis diferentes e não reagiram a prisão.
Redação
redacao@ozildoalves.com.br
Crédito: DEIC

Um grande cerco policial está acontecendo em Paulo Afonso e em várias cidades do sertão em quatro estados do Nordeste, na manhã desta quarta-feira (30). A operação conjunta prendeu até o momento sete pessoas acusadas de roubo a banco e quadrilha organizada. Dezenas de policiais continuam as buscas em várias ruas do centro e outros bairros de Paulo Afonso.
O Grupo de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc), realiza em conjunto com a Divisão Especial de Investigações e Capturas da Polícia Civil uma operação que busca acusados de roubos a bancos no Sertão de Alagoas, na Bahia e em Sergipe. A operação que já dura mais de 24 horas acontece em parceria com a Polícia Civil de Sergipe. Até o momento foram divulgadas as prisões de seis pessoas.
Segundo informações do Ministério Público Estadual, o grupo cumpre outo mandados de prisão e 10 mandados de busca e apreensão. Todos eles foram expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital. Os alvos moram na cidade baiana de Paulo Afonso e também são suspeitos de integrar um grupo ligado ao tráfico de drogas e de praticar homicídios.
Segundo o promotor do MP Luiz Tenório, o bando saía da Bahia para cometer os crimes em Alagoas. " Conseguimos prender o líder da quadrilha e os trabalhos só serão finalizados quando localizarmos todos os suspeitos. Já existem seis detidos, faltam dois", explicou o promotor.
O líder da quadrilha, identificado como Josélio Ramos Lúcio foi preso na residência dele, localizada na Rua do Sossego, bairro Centenário, em Paulo Afonso. Segundo o MP, ele reagiu e entrou em luta corporal com um policial civil. Ele também tentou fugir por uma janela da casa, mas foi detido. As outras cinco pessoas foram presas em imóveis diferentes e não reagiram a prisão. Os nomes ainda não foram divulgados.
Segundo as investigações do Gecoc, Josélio é apontado como líder de uma organização criminosa especializada em assaltos a bancos. O bando que ele comandaria teria sido responsável por, pelo menos, quatro roubos contra instituições financeiras no Sertão de Alagoas, nas cidades de Piranhas, Mata Grande, Pariconha e Água Branca.
Além dos roubos, o grupo também é suspeito de envolvimento nos crimes de tráfico de entorpecentes e assassinatos. Uma grande quantidade de drogas foi apreendida, entretanto, não se sabe o peso exato porque ela ainda será pesada. As autoridades buscam agora um depósito de armas e também tentam encontrar os veículos utilizados nos assaltos.
Todos os presos e o material apreendido serão levadoe para Maceió. Mas, não há previsão de hora de chegada porque a operação ainda está em andamento.
Os trabalhos envolvem, além do Gecoc, a Secretaria de Estado da Defesa Social, o Departamento de Polícia Judiciária 1, a Deic, a Companhia de Polícia Militar da Caatinga (Piranhas), o Comando de Policiamento de Área 1, o Cops - Complexo de Operações Especiais da PC de Sergipe e o Núcleo Especial de Repressão e Buscas, também da Polícia Civil do estado vizinho.A ação foi desencadeada após investigações realizadas pela Diretoria de Polícia Judiciária da Área 1, Núcleo de Inteligência da Delegacia Geral, da Polícia Civil e pelo Grupo de Combate às organizações Criminosas (Gecoc) do Ministério Público Estadual

Enquanto isso, permanece foragido o correligionário do PP e ex vereador DELMIRO DO BODE, espera-se a prisão do mesmo para breve. Os próximos serão os agiotas possivelmente e logo depois os sonegadores e os corruptos.

fonte: SECOM/SSP

0 comentários