.

.

Total de visualizações de página

Você é a favor da pena de morte?
Sim
Não

Pessoas Online

Arquivos

Meus Vídeos

Loading...

Seguidores

TV NBR AO VIVO

quarta-feira, 3 de junho de 2009

CASA PRÓPRIA. COM ESTA ,A DESEMBARGADORA SILVIA ZARIF,FECHA COM CHAVE DE OURO!

Servidores do TJ terão casa própria financiada


A presidente do Tribunal de Justiça, desembargadora Sílvia Zarif, assina ainda nesta semana convênio com o Banco do Brasil para financiamento de imóveis aos servidores do TJ, com juros de 8,9% ao ano mais a Taxa Referencial (TR), o que representa taxas mensais de 0,7%, com prazo de 20 anos para pagamento.

O acordo estabelece que o pagamento do empréstimo será feito via desconto em folha e o financiamento poderá ser de até R$ 500 mil. A presidente Sílvia Zarif lembrou hoje em Vitória da Conquista, onde participou do Seminário do IV Centenário, cuja programação foi encerrada às 15 horas, que um programa com juros especiais para a compra da casa própria é uma antiga aspiração dos servidores do Judiciário.

Menor taxa

O convênio traz uma série de vantagens para os servidores. Além da isenção da tarifa de análise jurídica, o Banco do Brasil garante a menor taxa de juros praticada para o produto BB Crédito Imobiliário, em operações enquadradas no âmbito do Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI) e Carteira Hipotecária (CH).

De acordo com o convênio, cada processo de financiamento será tratado de forma individual, ou seja, o servidor que utilizar a linha de crédito será responsável diretamente pelo financiamento e responderá por todas as questões inerentes a ele.

Os processos serão encaminhados diretamente à agência de relacionamento de cada servidor, a qual será responsável pela condução operacional caso a caso. O Banco do Brasil se responsabiliza em disponibilizar, para download, no endereço www.bb.com.br , os formulários a serem preenchidos pelo interessado, bem como a lista dos documentos exigidos. O banco prestará ao servidor as informações necessárias à liquidação antecipada do financiamento, quando for o caso.

O superintendente do Ipraj, Pedro Vieira, informa que o convênio não envolve qualquer transferência de recursos financeiros entre o Tribunal e o Banco do Brasil e terá validade pelo prazo de 60 meses.

0 comentários