.

.

Total de visualizações de página

Você é a favor da pena de morte?
Sim
Não

Pessoas Online

Arquivos

Meus Vídeos

Loading...

Seguidores

TV NBR AO VIVO

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

A TRAGÉDIA, MEU GATO ESTÁ ROUBANDO MEU RIVOTRIL TODO

A DECEPÇÃO DE UM PAI PARA COM UM GATO VICIADO !



Acordei pela manhã, após minha dosagem  noturna do salutar rivotril, recomendado para uso eterno pelo cardiologista. A ideia do médico é me manter o máximo possível afastado de crises efusivas e explosivas de fúrias que o stresse cotidiano lhe leva pelo peito.

Como faço todo dia, acordei, as 11 horas da manhã, faço minhas orações, porque o rivotril não  me tirou o discernimento da fé e vou ao banheiro tomar banho, escovar os dentes e outras coisas pertinentes...

Desço, após apreciar da varanda o mar(quando está fazendo sol) e tomo meu café lendo as notícias do dia pela internet, e-mails e tudo que o mundo virtual lhe possibilita. Após essa rotina, imediatamente detenho-me na caixa de remédio (mais de 10) e começo o ritual da consagração farmacêutica deglutindo os remédios vitais que me mantem disposto para as embatidas do dia a dia.

O rivotril, é um dos principais e conto meticulosamente a dosagem usada, por ser prescrição de tarja preta, que nem a cara do meu gato preto. Então sei matematicamente qual a dosagem tomada e qual a dosagem que resta para aquisição de novas caixas, por receituário médico.

Foi surpresa quando me dei conta que contando os dias tomados a dosagem restante era inferior ao contabilizado como saldo devido (tudo é números, tudo é conta para um mortal qualquer) e então praguejei, como é do meu feitio praguejar, pois minha mulher não vive sonada, só temos eu, priscila a cachorra e cinco gatos, o gato preto fica solto pela casa. Logo o ladrão sorrateiro e noturno só poderia ser o tal do zé...esse vive dando ar de sua vida nos braços de Morfeu, só levanta para tomar o leitinho quente, comer e volta ao recesso da cama do casal para dormir constantemente.

Meu cérebro raciocinou rápido, o ladrão só poderia ser o gato, haveria de começar uma guerra com esse gato que concorria comigo usurpando minha cama de casal e agora assaltando  meus tranquilizantes...os indícios eram claros e apontavam o gato como sorrateiro ladrão do remédio.Vai ver ou ele sofria do coração ou desejava ausentar-se da realidade...afinal de contas se humanos não suportam sua cotidiana realidade, porque um simples gato que não fala, não esboça reação e não tem empregos não poderia desejar arduamente ausentar-se da realidade.Viver preso, em casa, sem poder ir a praia e com medo de carros e barulhos esquisitos podem levar um gato ao estado de ansiedade e força-lo ao uso de tranquilizante, pior ainda é ser o inteligente o bastante para se saber que não existe psiquiatras para gatos...tidos por muitos como incompreendidos, podendo levar o bichano ao desassossego ...ao furto do rivotril ...

O mundo é assim, gatos aos montes, são capazes de dissimular e roubar, enganar e ludibriar...assim é a vida e assim com dúvidas entre o possível e o fantasioso vamos levando a vida a acreditar entre o possível e o delírio que a vida mundana nos oferece...então que siga-se os dias e as  noites,enquanto dorme o negro gato aos montes, sempre furtando algo da vida alheia! dissimulados,pois.

0 comentários