.

.

Total de visualizações de página

Você é a favor da pena de morte?
Sim
Não

Pessoas Online

Arquivos

Meus Vídeos

Loading...

Seguidores

TV NBR AO VIVO

terça-feira, 21 de julho de 2009

PORQUE PENSO A SEGURANÇA PUBLICA?


É um patrimônio publico. Ser cidadão seguro, com segurança, é na verdade a garantia de do direito de ir e vir. Direito este que em sua maioria esta sendo ceifado, a tirar por mim, que pouco saio a noite, morbido de medo se ser vitima da fatalidade da insegurança.
Participei do Congresso Estadual sobre segurança publica e fui eleito um dos representante para o congresso nacional em Brasilia, que se realizará em Agosto/2009.;
Particularmente, acredito que a segurança é um compromisso de todo cidadão, que precisa ter uma mudança geral em sua cultura para particpar de um processo de combate á corrupção, a malversação do dinheiro publico e por aí se vai. do mesmo jeitinho que não adianta reclamar da egurança publica, se no final de semana enche-se a cara de cachaça e depois pega-se o carro para dirigir.
Sou a favor da prisão perpetua, ,conheço perfil do vagabundo, porque passei injustamente preso por 1 ano e 08 meses no Estado de Segipe, até ser absolvido. Acredito que o cumprimento e a exigencia de se melhorar a Lei de execuções penais, já seria um grande avanço, pois em saber que a Lei não facilitaria e que presos perigosos ficariam separados daqueles de menor potencial ofensivo, sem a convivencia diária com psicopatas, o jovem deliquente não teria espaço para pensar em constituir bando dentro de cadeia.O endurecimento da Lei e a humanização da aplicação da pena é o caminho para repensar a segurança publica neste país. Advogados comprometidos com a justiça e o direito e não com o dinheiro.
É um problema social ? é. Agora não se pode fechar os olhos às responsabilidades...quanto maior o índice de pobreza maior a facilidade de se obter a simpatia do traficante. A segurança pública passa ainda pela criação do sistema de inteligência comunitário... onde todos participam, sem vergonha alguma de serem rotulados de "dedo duro"e sem precisarem ser identificados.
do jeito que está, estamos ainda fazendo e pensando segurança pública, com a estrutura de uma carroça de bois...

0 comentários