.

.

Total de visualizações de página

Você é a favor da pena de morte?
Sim
Não

Pessoas Online

Arquivos

Meus Vídeos

Loading...

Seguidores

TV NBR AO VIVO

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

FUDEU! LULA CORRE O RISCO DE SER ALCANÇADO PELO STF


Veja divulga, pela 1ª vez, que tem gravações de entrevista com Marcos Valério

Segundo diretor de redação, é o publicitário que decidirá se divulga o conteúdo ou não


O GLOBO
Publicado:26/10/12 - 12h54
Atualizado:26/10/12 - 15h14


RIO - Em entrevista publicada na noite de quinta-feira pelo portal de notícias Comunique-se, a direção da revista Veja informou, pela primeira vez, ter entrevistado Marcos Valério e gravado a conversa que embasou areportagem publicada pela revista na edição do dia 15 de setembro. O texto revelava que Marcos Valério — operador do mensalão, condenado a mais de 40 anos de prisão pelo Supremo Tribunal Federal (STF) — considera o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva "chefe" da quadrilha responsável por um dos maiores esquemas de corrupção investigados no país.

Antes, a revista informava que a reportagem havia sido feita com base em revelações de Marcos Valério a parentes, amigos e associados. Na “Carta ao Leitor” daquela edição, inclusive, a direção afirmava que Valério “não quis dar entrevista sobre as acusações indiretas do envolvimento de Lula”.

Segundo Eurípedes Alcântara, diretor de redação, o publicitário é quem vai decidir se o conteúdo da gravação realizada será divulgado ou não. Para o executivo da Editora Abril, a exposição do material é "uma prova desnecessária" para comprovar que o encontro realmente aconteceu.

Logo após a publicação da reportagem, o advogado de Valério, o criminalista Marcelo Leonardo, disse que seu cliente não deu a entrevistae negou as declarações atribuídas a ele. O fato levou o colunista do GLOBO Ricardo Noblat a aventar a possibilidade de a revista publicar o conteúdo das conversas - o que não aconteceu.

© 1996 - 2012. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. 


0 comentários