.

.

Total de visualizações de página

Você é a favor da pena de morte?
Sim
Não

Pessoas Online

Arquivos

Meus Vídeos

Loading...

Seguidores

TV NBR AO VIVO

terça-feira, 22 de julho de 2014

BRASIL: DEMOCRACIA OU ANARQUIA? ESTADOS UNIDOS : DITADURA OU DEMOCRACIA?

SE O VOTO É A ARMA DO POVO CONTRA O POLÍTICO,O QUE SÃO OS BLACK-BLOCKs ??   



Ora, se os Estados Unidos da América é o berço da democracia e naquele país não se verifica manifestações que não sejam pacíficas (de toda ordem), seria então a democracia americana uma ditadura disfarçada de democracia que coage o cidadão a reprimir-se em suas manifestações realizando-as sempre de forma contida; ou seria a democracia brasileira uma verdadeira anarquia que possibilita que livremente todos se manifestem inclusive com depredação de patrimônio e invasão de propriedades?
Há de se pensar que o único método infalível de denunciar o desgosto com algum político ou regime de gestão pública é justamente o VOTO, ; a ida maciça às urnas para votar no candidato que não se pretende mais seja preterido.
Os formadores de opinião, intelectuais, estudantes, jornalistas, professores e etc é que tem principalmente o dever de desmistificar o conceito de que o eleitor não sabe votar ou vota com a barriga. Os formadores de opinião estão justamente em todos os cantos e recônditos desse país e com bolsa esmola ou não, são capazes de mudar e formar opinião.
Agora a questão é que em um Estado Democrático de Direito, não se pode admitir uma justiça aparelhada , atrelada sempre aos interesses de nefastos políticos que corroem o erário da nação, comprando o silêncio de juízes que deveriam ter a obrigação de mandar para cadeia corruptos de toda a especie e de qualquer fisiologia político-partidária ; ao contrário, se agacham para estender a mão e receber a propina. O Estado Juiz, não pode ser confundido ou misturado com o Estado político-partidário.
Em um país como os Estados Unidos se as manifestações forem atentatórias contra a liberdade dos demais ou investir contra o patrimônio do Estado, a interpretação será sempre pela rés pública, e no mínimo o cidadão pode ser processado por  CONSPIRAÇÃO contra o governo. Manifestar-se, publicar, fotografar, fazer passeatas, protestar não necessariamente significa depredar bancos, invadir lojas e saqueá-las e tocar fogo em vias públicas destruindo o bem público; isso não é liderança e jamais será.

A liberdade da manifestação e do pensamento (inclusive e principalmente) da imprensa não pode e jamais se consentirá que seja tolhida. O que pensamos e como pensamos é meta filosofia vai além dos muros da retenção do Estado. Tolher a liberdade porque nos expressamos ou afirmamos o que sentimos é ditadura; consentir que hordas de marginais burgueses se auto denominem presos políticos quando tocam fogo e terror na cidade é anarquia... Será que isso que ensinam hoje nas universidades pagas com o dinheiro do FIES? Porque conta-se a dedo, as que sobrevivem sem a participação de alguma forma do capital governamental para manter alunos estudando em acadêmias que cada vez mais admite-se o ingresso de gente despreparada, traficantes, grupos violentos e que de estudantes de graduação muito mal têm a capacidade para tanto.
Quem viaja e tem visão amplamente diferenciada pode constatar que democracia não tolhe, liberta (Holanda) democracia não incendeia ,manifesta-se (Brasil). Então das duas uma; ou o Brasil é uma anarquia (quase que democrática) ou o Estados Unidos da América é uma ditadura (quase que democrática ).

Contudo, nunca devemos esquecer que DITADURA alguma, seja ela de esquerda ou de direita deve prevalecer sobre a democracia e sobre as pessoas livres. A escravidão pelo sistema de governo não deve ser objeto de pensamento filosófico ou implantação ideológica .Se pensamos em um Estado Democrático de Direito, o que menos se pode permitir é a ditadura. Cruel em qualquer circunstancias. Que o diga Cuba, China e Coreia. Combate-se o mal e não somente os sintomas; que o façam enquanto ainda é tempo !  

0 comentários