.

.

Total de visualizações de página

Você é a favor da pena de morte?
Sim
Não

Pessoas Online

Arquivos

Meus Vídeos

Loading...

Seguidores

TV NBR AO VIVO

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

LAURO DE FREITAS: COM 4 MIL VAGAS E SALAS DE AULAS VAZIAS, PREFEITO FALA EM GASTAR DINHEIRO PARA CONSTRUIR ESCOLAS

APÓS FECHAR ONZE ESCOLAS EM PRÉDIOS ALUGADOS E REMANEJAR ALUNOS PARA ESCOLAS ONDE HAVIAM SALAS OCIOSAS E VAZIAS E AINDA COM MAIS QUATRO MIL VAGAS DISPONÍVEIS, PREFEITO FALA EM CONSTRUIR ESCOLAS MUNICIPAIS.



Não. Não é uma piada, é verídico a esposa do prefeito Márcio Paiva, cancelou os contratos de prédios alugados onde funcionavam escolas e transferiu os alunos para escolas onde se quer existiam turmas cheias, com salas vazias, além do que afirmou a mesma ,que é secretária de educação, que pretende construir novas escolas, mesmo havendo disponibilidade de mais 4 mil vagas, dessa forma surge a dúvida como e pra que tais construções se efetivamente existem vagas e espaços. Esperamos que não seja para construir mansões na beira do rio em bairros nobres do município, como forma de presente de construtores e donos de loja de material de construção.

Quarta, 21 de Janeiro de 2015 - 20:20

Prefeitura de Lauro de Freitas fecha 11 escolas; secretária trata como 'medida impopular'

por Estela Marques

Foto: Reprodução / Saiu no Blog
 
Prefeitura de Lauro de Freitas fecha 11 escolas; secretária trata como 'medida impopular'Após reclamações de pais e professores ao Bahia Notícias - que relatavam a situação caótica na educação de Lauro de Freitas, a secretária de Educação da cidade, Adriana Paiva, confirmou o fechamento de escolas municipais que funcionam em prédios alugados. A medida, conforme disse ao Bahia Notícias, é para investir o dinheiro público em escolas próprias. "É uma medida impopular, porque a gente mexe com a vida de pessoas, mas a gente reorganiza a rede municipal de ensino quando a gente investe esse dinheiro no lugar certo", afirmou. Segundo Adriana, os alunos que estudavam nessas escolas foram absorvidos por escolas públicas com salas ociosas. "Tinha escola com turno inteiro da tarde sem aluno. Nenhum aluno ficou sem matrícula, pelo contrário. Ainda tenho 4 mil vagas para absorver nossas crianças", explicou a secretária. A gestora, esposa do prefeito Márcio Paiva, adiantou que três creches já estão em construção e mais quatro estão programadas para o primeiro semestre de 2015. Além disso, mais duas escolas com 16 salas de aula devem ficar prontas até 2016.
 
*com informações site Bahia Notícias 

0 comentários