.

.

Total de visualizações de página

Você é a favor da pena de morte?
Sim
Não

Pessoas Online

Arquivos

Meus Vídeos

Loading...

Seguidores

TV NBR AO VIVO

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

AÇÕES DA PETROBRAS VIROU CORRIDA DO OURO

ORA, QUEM DESDENHA QUER COMPRAR, AINDA MAIS A PETROBRAS




Com as ações em baixa e uma empresa sólida, por mais difamação e corrupção que tenha o que todos sabem é que agora é o melhor momento para comprar ações da Petrobras. Por isso uma verdadeira corrida aos bancos e corretoras para compra de pequenos lotes de ações por pequenos e médios investidores. Uma verdadeira corrida do ouro e divulgação nas redes sociais tem feito com que ávidos investidores usem de seu poder econômico para comprar ações que por incrível que pareça são sólidas e que a campanha maciça de desmoralização da empresa só tem servido para que compradores façam uso dos recursos disponíveis que tem para lograr proveito financeiro. Todos sabem que a Petrobras é uma empresa sólida, com patrimônio e liquidez e que o produto que vende e produz ;além de petróleo , é também gás e plataformas de ultimas gerações; além de deter a maior tecnologia do mundo em exploração de petróleo no fundo mar; por tudo isso, uma corrida às ações com míseros 100 reais tem feito muita gente comprar para ter um "pouquinho" de participação. Na verdade os grandes oportunistas tem sidos os grandes investidores ,comprando ações a preços de banana para mais adiante especular no mercado ou até mesmo querer ter voz altiva na empresa.

É oportuno, patriótico  e cívico que brasileiros em quantidade comprem ações se puderem, da Petrobras; porque é fato que dificilmente a empresa vai cair de quatro pelo roubalheira a qual fora vítima, afinal petróleo e gás sempre realizou o sonho de Shakes Árabes, Dubai é a prova viva.  Por detrás da campanha de desmoralização da empresa, existe a máxima de que "quem desdenha quer comprar" pois quem roubou a empresa, não conseguiu leva-la à falência , por mais que tentasse. O petróleo e a Petrobras ainda são nossos, lembrem-se disso.

0 comentários