.

.

Total de visualizações de página

Você é a favor da pena de morte?
Sim
Não

Pessoas Online

Arquivos

Meus Vídeos

Loading...

Seguidores

TV NBR AO VIVO

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Programa consolida boas práticas ambientais


A presidente do Tribunal de Justiça, desembargadora Sílvia Zarif, disse, no final da manhã, que este é o momento de todos participarem como agentes multiplicadores do processo de conscientização ambiental que o Tribunal inicia hoje, ao abrir a Semana do Meio Ambiente, na Praça de Serviços, com o lançamento do Programa de Gestão Ambiental do TJ.

Ela disse ter ficado impressionada com o consumo anual de 4 milhões de copos plásticos para água e 46,2 milhões de folhas de papel não reciclado do Judiciário baiano. 

Antes de passar a palavra para o presidente da Comissão Ambiental do Judiciário, o juiz  Augusto de Lima Bispo, assessor especial da Presidência II, fazer uma introdução à apresentação do Programa, a desembargadora Sílvia Zarif desejou que em 2010 a Comissão possa repetir a cerimônia de hoje com a demonstração de resultados positivos.

Segundo o presidente da Comissão, o Programa de Gestão Ambiental significa um importante passo para a disseminação e consolidação de boas práticas ambientais no âmbito do Judiciário baiano. Ele explica que a iniciativa atende à Constituição Federal, à  Lei 9.795/99, que dispõe sobre educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências, e também à Recomendação 11, do CNJ, editada em 22 de maio de 2007, sugerindo que os órgãos que integram o Poder Judiciário “adotem políticas públicas visando à formação e recuperação de um ambiente ecologicamente equilibrado e a conscientização dos próprios servidores e jurisdicionados sobre a necessidade de efetiva proteção ao meio ambiente”.  

A Comissão Ambiental do Poder Judiciário foi instituída pelo Decreto Judiciário 033, de 4/2/2009, alterado pelo Decreto 09, de 18/5/2009, com o objetivo de planejar, elaborar e acompanhar as medidas adotadas, que visam à correta preservação e recuperação do meio ambiente. O projeto abrange as unidades judiciais e administrativas do Tribunal de Justiça e do Ipraj. 

Após o pronunciamento do juiz Augusto de Lima Bispo, foi feita a apresentação dos seis projetos que compõem o programa: Educação e Comunicação Ambiental, Reaproveitamento dos Resíduos Recicláveis em Parceria com o Programa “Recicle Já Bahia”, Redução do Impacto Ambiental Causado pela Utilização dos Bens de Consumo, Racionalização do Uso de Energia Elétrica e Consumo de Água, Sustentabilidade nas Construções e Reformas das Unidades do Poder Judiciário e Gestão de Dados Estatísticos. 

O evento foi encerrado com a apresentação do Coral da Justiça, que cantou “Asa Branca”,  “Xote Ecológico”, “Riacho do Navio” e “Amazonas”. Em seguida, os membros da Comissão distribuíram mudas de rosa-menina para os presentes. 

Participaram do lançamento do Programa de Gestão Ambiental do TJ a desembargadora Sara Silva de Brito, o ouvidor-geral do TJ, juiz Josiel Oliveira, e o superintendente do  Ipraj, Pedro Vieira.  

Feira

A presidente Sílvia Zarif aproveitou para visitar a Feira de Produtos Reciclados, que fica instalada na Praça de Serviços até sexta-feira, das  9 às 16 horas, onde cerca de 20 artistas plásticos e artesãos expõem trabalhos confeccionados com material reciclado.

Na programação da Semana do Meio Ambiente, amanhã (2), às 13 horas, o arquiteto Daniel Gomes fala sobre “Estudo de Caso – Centro de Referência em Consumo Sustentável – arquitetura e educação ambiental”. No dia 3, às 9 horas, o professor Sean Bradley aborda a educação ambiental, no Auditório do TJ, e, às 13 horas, na Praça de Serviços, a jornalista Liliana Peixinho fala sobre o tema “Consumo consciente e o papel de cada um nos desafios para a construção da cidadania sustentável”.

No dia 4, o professor Eduardo Mendes da Silva faz palestra sobre “Qualidade Ambiental das Águas”, às 13 horas, na Praça de Serviços. A exibição do vídeo “Planeta Terra – a Terra como você nunca viu” encerra a programação no dia 5, às 13 horas, na Praça de Serviços. 


fonte:http://www.tjba.jus.br/site/noticias.wsp?tmp.id=1650

0 comentários