.

.

Total de visualizações de página

Você é a favor da pena de morte?
Sim
Não

Pessoas Online

Arquivos

Meus Vídeos

Loading...

Seguidores

TV NBR AO VIVO

terça-feira, 17 de abril de 2012

JUSTIÇA SOCIAL PARA TODOS

SERVIDOR DO JUDICÁRIO  BAHIANO É RECEBIDO NO CNJ PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO QUE CRIA O PROGRAMA DE PROLATAÇÃO DE SENTENÇAS



 O servidor  do judiciário Cecílio Almeida Matos, esteve em Brasília no dia 16 de Abril e foi recebido pelo coordenador técnico de TI – Tecnologia de Informática do CNJ, o DR. Marivaldo  Dantas de Araújo, juiz auxiliar do CNJ.
O motivo da reunião foi justamente a apresentação do programa “magistrado” idéia do servidor, cujos recursos tecnológicos foram desenvolvidos por dois Analistas de sistemas de Paulo Afonso. Cecílio foi categórico em afirmar que nada seria feito ou realizado sem o conhecimento técnico dos dois Analistas Paulo afonsinos,Marcelo Mágno Spínola  de Melo e Clerison, ambos da FASETE , que fizeram as anotações das idéias e sistematizações de Cecílio e depois partiram para construção do programa.
O sistema foi analisado pelo Juiz responsável do CNJ que afirmou que receberia com carinho a idéia e não descartava a possibilidade do mesmo ser aproveitado pelo CNJ ou incorporado aos sistemas que estão sendo desenvolvidos pelo órgão.O link pode ser acessado no endereço eletrônico www.sige2.com/jud

O programa consiste em facilitar a vida dos juízes ,nos juizados especiais cíveis e desta forma permitir que um maior número de sentenças sejam prolatadas em tempo recorde , na ocasião, em Brasília Cecílio sugeriu ao responsável do Juizado Cível  no aeroporto,do Governo do Distrito Federal (GDF) que experimentasse o programa e de imediato foi aprovado. Na reunião com o Juiz Marivaldo Cecílio também sugeriu que fosse realizado um projeto piloto no Tribunal de Justiça de Sergipe ou outros tribunais, para que imparcialmente a funcionalidade do sistema fosse testada.

É possível sentenciar até  100 processo por dia, com ou sem assessoria , para os casos dos juizados cíveis que já tem processo com mais de 15 anos  aguardando sentença o programa passa a ser uma ferramenta de suma importância; sendo uma vergonha para a finalidade social dos Juizados, a demora para prolatação de sentenças, ou seja: CELERIDADE PROCESSUAL.
O fato é que  juízes de diversos Estados, de todo o país começam a testar o programa e afirmam estarem satisfeitos com mais essa inovação tecnológica cuja ferramenta foi desenvolvida por analistas Paulo afonsinos, e está on line para ser usada de qualquer parte do território nacional. 

0 comentários