.

.

Total de visualizações de página

Você é a favor da pena de morte?
Sim
Não

Pessoas Online

Arquivos

Meus Vídeos

Loading...

Seguidores

TV NBR AO VIVO

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

O PERIGO QUE VEM DO FUNDO DO MAR


O PERIGO QUE VEM DO FUNDO DO MAR



Enquanto as pessoas no mundo todo ficam a se preocupar com ocorrências espaciais, grandes potências, trataram de implantar no fundo dos oceanos bombas atômicas, capazes de fazerem efeito devastador, tais quais os tsunamis, e desta forma produzir o terror e assegurar seus interesses; os terroristas sabem e já trataram de providenciar as instalações de ogivas nucleares nos oceanos, em locais extremamente profundos, com vedação de chumbo para que não sejam descobertos. A primeira grande onda radiativa, será um resposta as provocações indevidas, no mundo mulçumano, coisa que tratou de apressar o Presidente Obama em pedir desculpas imediatas ao povo mulçumano. Contudo, o pedido de intermediação feito á Santa Sé, em Roma, ainda não fora atendido, talvez por temer pela própria integridade do Papa Bento XVI, no mundo mulçumano, o silencio e omissão do vaticano sentenciará milhões de fies á perda de suas vidas,pois as ogivas estão lá no fundo dos oceanos para isso; causar o terror, o pânico e solvência da humanidade.
Sob esse viés líderes do mundo inteiro buscam a paz, pelo consenso e apelo ao diálogo visando arrefecer os ânimos exaltados do mundo mulçumano. O radicalismo, agora, das nações poderosas só poderiam piorar as coisas na Europa e transtornar o mundo financeiro, abalando grandes finanças globais...o problema é que voltam-se contra si mesmo os arranjos criados para suposta proteção da humanidade contra loucos e alcaides, nas mãos de insensatos e radicais religiosos.
Esse é o problema que tem tirado o sono do Vaticano e seu Chefe, o Papa Bento XVI.
Ogivas colocadas em placas tectônicas seriam o suficiente para levar o terror e o extermínio de boa parte da Humanidade.Lembrando Sigmund Freud, ele dizia que a guerra era o mecanismo de controle das superpopulações mundial, e não será? No caminho que vai a humanidade de Edna Ferber , em “Assim caminha a humanidade” a intolerância entre os povos acabará de vez, com todos os homens e com todas as riquezas do mundo.

0 comentários