.

.

Total de visualizações de página

Você é a favor da pena de morte?
Sim
Não

Pessoas Online

Arquivos

Meus Vídeos

Loading...

Seguidores

TV NBR AO VIVO

domingo, 16 de setembro de 2012


PAULO AFONSINA, QUE MORA NA ESPANHA PEDE SOCORRO PARA REAVER A FILHA SUBTRAÍDA  ILEGALMENTE PARA MANTER INSTITUIÇÃO POR  5.000,00 EUROS



Através de um Email recebido de uma Paulo Afonsina, residente na Espanha, o blog Cecilio Almeida Matos tomou conhecimento do desespero de uma mãe que teve sua filha subtraída por uma instituição na Espanha,para fazer ao recebimento de 5 mil euros mensais por cada criança abrigada.Já estamos entrando em contato com autoridades e emissoras de televisão. Segue o E-mail:


SENHOR CECILIO ,BOA TARDE AQUI DOU MINHA AUTORIZAÇAO PARA O SENHOR PUBLICAR EM SEU BLOG MINHA HISTORIA O MEU DRAMA NA ESPANHA,SOU DA  CIDADE DE PAULO AFONSO,MAIS MORO AQUI NA ESPANHA FAZ MUITOS ANOS
O SENHOR PORFAVOR DAR UMA LIDA ANTES DE PUBLICAR MINHA HISTORIA PORQUE SEI QUE TEM MUITOS ERROS DE PORTUGUES,MUITO OBRIGADA E ESTAREMOS EM CONTATO.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Senhor cecilio almeida matos, boa tarde a história e a seguinte, eu tenho uma filha do meu primeiro marido que e brasileira e tem 15 anos de idade, nasceu em Salvador na Bahia. Quando eu vim para a Espanha ela tinha 11 meses de nascida. Eu não a pude trazer naquele momento. Minha filha ficou no Brasil com uma  sobrinha minha e o seu marido na época. Ate ai às coisas iam bem porque todos os meses eu mandava a manutenção da minha filha, ou seja, o dinheiro das despesas da minha menina e também mandava para ajudar a minha sobrinha.

Mas aconteceu que a minha sobrinha se separou do marido no ano 2004, e minha filha ficou com o ex-marido dela. E depois de manter contato com a pessoa que estava de posse da minha filha, só no ano 2006 é que uma irmã minha conseguiu novamente o contato com a garota que reclamou de maus-tratos que estaria sofrendo e me pediu para trazê-la para o meu convívio. E foi o que fiz. Fui ao Brasil com meus marido e meus filhos que são Espanhóis.


Após o reencontro e alguns dias no Brasil preparando toda a papelada para que a minha filha pudesse entrar sem problemas na Espanha, voltamos.


Na Espanha minha filha começou a freqüentar a mesma escola que os seus irmãos já estavam matriculados. Mas no ano de 2008, quando eu estava grávida do meu quarto filho na Espanha, aconteceu um fato que acontece em todas as famílias no mundo. Os irmãos estavam brigando entre eles e eu para discipliná-los, coloquei-os de castigo. No dia seguinte, quando estava na escola a minha filha teria dito que eu a bati, o que não era verdade. Eu recebi uma ligação de pessoas do colégio e eu fui ate a direção para informar que não era verdade e saber o que estava se passando. Lá eu também estive com a assistente social. Para mim tudo tinha sido resolvido, mas dois dias após eu ter estado na escola, pessoas do juizado de menores da Espanha estiveram em minha casa e sem motivo maior aparente, levaram a minha filha para que fizesse a queixa contra mim.


Foi quando eu constitui  dois advogados que e ao longo dos dias ficou provado que eu não tinha batido, nem nela, nem nos meus outros filhos. Todos inclusive ela, declararam que sempre eles brigavam, eu ou meu marido os colocavam de castigo. Mesmo diante da negativa dela e dos meus filhos, o juizado ficou com a minha filha durante o período de um ano, sem que eu conseguisse resolver o problema. Durante o tempo em que ela esteve lá, a minha filha me contava que estava sofrendo muito com a separação dos irmãos e de mim. O que ela dizia era que queria muito estar novamente conosco.


Da última vez em que ela esteve em frente de um juiz a menina disse a ele que tinha criado a história porque estava com raiva  dos seus irmãos. Neste encontro ela afirmou que  nimguem nunca a teria batido. y que eu jamais tinha batido nela so colocava de castigo,e o juiz falou porque ela tinha inventado esta historia contra a propria mae e mais estando  eu gravida na epoca de  seis meses,que como podia fazer isso com sua propria mae',e ela digo minha filha  respondeu ao juiz que nao si lembrava de nada que tiver falado diante dele antes,,y  o juiz determinou que ela voltasse para casa, ela voltou porque eu fiquei em cima  deles si nao ela nao mim entregava ela de volta mesmo com a ordem do juiz em mao,........                                                                                                                                                                                                                       e depois de quase um ano em casa ela voltou a fazer denovo,eu estava trabalhando e ela estava em casa com meu marido e  seus tres irmaos,ela bateu no caçula,o meu marido  reclamou a ela,e ela desceu la embaixo na entrada do edificio,chamou o juizado e disse que meu marido tinha batido nela,sendo mentira,foi ai que outra vez levaram ela denovo,meu marido ligou no meu trabalho,foi mim buscar e fomos a delegacia,e eu falei na policia que ja era a segunda vez que ela fazia isto,mostrei a setença da primeira vez, e ele viram que uma vez mais era mentira dela,meu marido e meus filhos declararam na delegacia,e depois de uns dias fomos ao forum da cidade que eu moro e o chefe do juizado de menores falaram que esta historia ja estava arquivada e que eles tinha que devolver a minha filha a casa,mais eles  nao devolvem ela de nenhuma maneira,falam que nao e que eu sou uma simples estrajeira e que nada posso fazer contra eles.


O juiz determinou que a minha filha voltasse para casa. E desde esse dia que eu luto com todas as forças para reaver a minha filha. Luto contra o sistema. Mas todas as vezes que vou lá, os responsáveis que nao vão me entregar a minha filha.esta  e ja asegunda vez  que ela faz isso,eles arquivaram o caso,porque viram que era mentira dela outra vez,mais o do juizado ñao mim entregar minha filha eu ja estou desesperada,peço ao senhor e todas as pessoas que leiam minha historia publiquem em facebook,orkut,twitter,nas televisoes,nas radios,nos jornais etc,.......o onde seja, eu desde de aqui dou meu consentimento a qualquer pessoa que queira publicar minha historia desesperada, envio aqui meu imei no caso de alguma pessoa ter algum numero de telefone o algum site que possa mim ajudar, o meu imei e este, bahia-brasil-soria-espanha@hotmail.com    e que porfavor  mim ajudem pelo o amor de deus,porque eu estou desesperada e quase nao durmo  e nem como com esto problema,porque mesmo fazendo o que ela fez eu perdoe ela,porque ela e minha filha e meu sangue e amo minha filha igual que amo seus irmaos,e quero viver tranquila com todos juntos na mesma casa,eu  sei que eles fazem isso porque sou brasileira,e nao e a primeira brasileira que eles fazem isso,porque aqui neste pais tem muito racismo as pessoas do brasil e tambem de varios outros paises,e a pura e dura verdade.


Mas é claro que o que essas pessoas  esconde o verdadeiro motivo deles.


Para cada criança “abrigada” em uma instituição dessas na Espanha, eles recebem do governo mensalmente um valor considerado de 5.000,00 (cinco mil euros) do Fundo Monetário.


Hoje eu estou impossibilitada de falar com a minha filha, mesmo que por telefone ou pessoalmente sem que tenha nada que me impeça, a não ser a intolerância dos Espanhóis com nós Brasileiros. Mesmo eu indo várias vezes ao local onde minha filha se encontra, fui proibida de manter contato com ela. Muitas das vezes fui destratada e cheguei a ouvir “aqui quem manda é eles e que eu sou uma simples estrangeira”. Chegaram a dizer que mesmo que eu peça ajuda, a “Espanha tem mais poder que o Brasil”. Para eles não adianta eu pedir ajuda ao consulado brasileiro. ao itamarati,a brasilia,ao governo do brasil,porque ñao vai adiantar nada,porque aqui quem ter o poder sao eles os espanhoes, A ajuda que  eu peço é que a minha história se torne pública,para que todos os brasileiros saiba ¡¡¡¡¡¡e que possam mim ajudar a trazer de volta a minha filha, para que eu possa conseguir solucionar este problema, já que no local onde minha filha está “detida”, o que me disse mulher esta espanhola ,falar  rindo é que não vão devolver a minha filha.


Eles tripudiam de nós brasileiros de todas as formas. Humilhada que estou só me resta pedir que a senhor cecilio  almeida matos que porfavor  me ajude. Isto é um pedido de socorro de uma mãe desesperada.


O pior disso tudo é que eu fiquei sabendo que lá eles dizem a minha filha que eu não a quero, não a procuro. Neste momento, está sofrendo toda a família. A minha filha, segundo me contaram passou a noite de natal em uma sala sozinha, castigada por cobrar seu retorno a sua casa.e eu para ver ela tem quer ser escondido deles,porque eles nao deixam ela mim ver,mais atravez de uma senhora tambem estrajeira e amiga minha consigo ver minha filha escondida e sem que eles saibam.


Por não saber mais o que fazer, recorro à senhor cecilio almeida matos, para que com os seus contatos me ouçam, para que a história da minha filha possa ter visibilidade e assim eu a consiga de volta aos meus braços. Rogo a Deus que a senhor e os seus amigos me ajude. e todo  o povo brasileiros que leiam minha carta de desespero,muito obrigada por tudo que deus abençoe ao senhor e a todo o povo brasileiro.


                                                                                                        atenciosamente, flaudilene 
https://www.facebook.com/ylennie.ferreira 

1 comentários

reporteramadorsbufchesf 17 de setembro de 2012 01:01

AÍ CECILIO.
MANDA PRÁ REDE GLOBO DE TELEVISÃO EM REDE NACIONAL PRÁ TODO O BRASIL VER NOS TELEJORNAIS COMO JORNAL HOJE, JORNAL NACIONAL, ANA MARIA BRAGA ETC.