.

.

Total de visualizações de página

Você é a favor da pena de morte?
Sim
Não

Pessoas Online

Arquivos

Meus Vídeos

Loading...

Seguidores

TV NBR AO VIVO

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

CRÉDITO FÁCIL: ARMADILHA PARA CONSUMIDOR OTÁRIO

NOS PAÍSES DITOS DE PRIMEIRO MUNDO , BANQUEIROS SÃO REMUNERADOS Á RAZÃO DE NO MÁXIMO 3% AO ANO...


 No Brasil, a propaganda enganosa do crédito fácil para o consumo desnecessário induz o brasileiro à uma correria desenfreada por cartões de créditos, cheques especiais e empréstimos consignados. Resultado, não tem como um cidadão comum, mau remunerado em sua maioria de vezes, não acabar endividado e com isso sustentando banco  com juros de 17 a 20% ao mês entre cartões, cheque especial e empréstimos. Qual o banqueiro que não  quer abrir um banco no Brasil?

Numa economia estável o certo é a certeza do preço estável no mercado,sabendo que o mesmo se manterá inerte por um período longo, possibilitando com isso a utilização do instrumento da poupança e o poder de enfrentamento das ofertas consumeristas com descontos vantajosos para pagamentos a vista. Coisa que não é incentivado no Brasil. Aqui se vende a falsa ideia que você deve aproveitar a oportunidade do preço ofertado, como o desconto ou isenção de impostos para comprar logo ,antes que a dita "promoção" acabe. Como o que regula o mercado é a lei da oferta e da procura, é óbvio que o frenesi contido pelo desencadeamento da propaganda enganosa e incentivadora ao consumo reduzirá o preço diretamente no mercado, quanto menor a demanda, maior será a necessidade de retirar do estoque e conceder preços justos ao consumidor. 
O que vemos hoje em dia ,nada mais é do que uma aberração econômica, fantasiada numa maracutaia financeira que induz o consumidor em erro. Erro e crença de que se não comprar agora, não comprará nunca mais, possibilitando a cobrança de juros de 17% ao mês nos cartões de crédito.

Com exceção dos bancos oficiais, cujas taxas, em muitas vezes chegam ao mínimo plausível de 1,29% ao mês (algo praticável) e com prazo de pagamentos mais dilatados; os bancos particulares e empresas de empréstimos literalmente roubam o CONSUMIDOR, extorquindo-lhes com juros de no mínimo 8% ao mês em negócios bancários de todas as espécies . Uma USURA LITERALMENTE QUE O JUDICIÁRIO ACOBERTA EM TODO O BRASIL, sob a espúria alegação da liberdade de regulação das leis do mercado, chanceladas pelo Banco Central do Brasil.
O Brasil tem o dinheiro direto ao consumidor mais caro do mundo, principalmente junto aos bancos particulares, com juros escorchantes e protegidos pelo Governo brasileiro, aqui nesse Brasil de corruptos, banqueiro internacional vive feliz, pois se associa a conglomerados brasileiros e muitas vezes não passam de uma única agencia de um banco internacional para poder tirar proveito de uma economia estável com juros estratosféricos.
Então o certo é o consumidor começar a se educar e não acreditar em suas ambições e vaidades pessoais e deixar seu rico dinheirinho guardado na poupança até que possa comprar a TV de 50" a vista com descontos reais e preços justos ou consiga um verdadeiro abatimento no carro novo cujo financiamento não lhe retire o sono e o Custo Efetivo Total não possibilite no final do contrato o pagamento de dois carros e meio em favor do banco.

O banco lhe vende  "felicidade" pela ousadia do consumo e lhe cobra os olhos da cara pela ilusão vendida, pois juros de 17% ao mês é agiotagem autorizada pelo Banco Central, não é regulação das leis de mercado.

SUGESTÃO: FIQUE APENAS COM UM ÚNICO CARTÃO DE CRÉDITO PARA DESPESAS EMERGENCIAIS, NÃO FAÇA EMPRÉSTIMOS CONSIGNADOS COM JUROS ESCORCHANTES E SEMPRE QUE PUDER PAGUE A VISTA, COM O DINHEIRO GUARDADO NA POUPANÇA...

DIGA NÃO A USURA BANCÁRIA, INICIE O FÓRUM NACIONAL BRASILEIRO CONTRA A USURA BANCÁRIA EM SUA CIDADE.


0 comentários