.

.

Total de visualizações de página

Você é a favor da pena de morte?
Sim
Não

Pessoas Online

Arquivos

Meus Vídeos

Loading...

Seguidores

TV NBR AO VIVO

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

ANILTON BASTOS: DESEMBARGADOR PEDE PAUTA PARA JULGAR CRIMINALMENTE O PREFEITO DE PAULO AFONSO NA BAHIA

O DESTINO DO PREFEITO ANILTON BASTOS NO SERTÃO DA BAHIA COMEÇA A SER TRAÇADO.
DESEMBARGADOR RELATOR DO PROCESSO PEDE PAUTA PARA POR EM JULGAMENTO O PROCESSO CRIMINAL CONTRA O PREFEITO ANILTON BASTOS





Dizem as más línguas que  uma Nova Ordem, está sendo estabelecida no Tribunal de Justiça da  Bahia, tanto assim o é, que os juízes que foram designados para a cidade de Paulo Afonso, foram "vacinados" contra a corrupção e assédio de políticos de intenções duvidosas. Não fazem parte daqueles grupo de Juízes que gostam de receber menção honrosa e título de cidadão local da cidade onde trabalha. Uma forma mediada e medíocre de subestimar a inteligência dos próprio eleitores.

O fato é que o prefeito que responde a dois processos de IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA  ,terá em breve um desses processos julgados. Resultando daí na absolvição ou CONDENAÇÃO DO PREFEITO. Mesmo sabendo da gravidade dos fatos e do inquérito junto a Polícia Federal em Juazeiro e o processo Criminal em Brasília , o prefeito Anilton Bastos acredita possivelmente no tráfico de influência para sair impune, inclusive buscou se acobertar de prepostos que tenderam a blindá-lo ao tempo que não abri mão da liderança do "grande líder" e cacique Deputado Federal Luis de Deus.
Como dizia, novo rumo e nova era pairam perante o Tribunal de justiça da Bahia e crimes de improbidades e corrupção são a tônica do momento. O Tribunal tem o dever de promover justiça de providenciar estancar a sangria dos cofres públicos no Estado, afastando de imediato todo e qualquer gestor que afronte a mais comezinha norma que determina o respeito ao patrimônio público e ao erário.
Agora é esperar e pagar para ver se houve lobby e se o Prefeito da terra da corrupção será absolvido. 

LINK:

0 comentários