.

.

Total de visualizações de página

Você é a favor da pena de morte?
Sim
Não

Pessoas Online

Arquivos

Meus Vídeos

Loading...

Seguidores

TV NBR AO VIVO

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

MAS UMA VEZ A PRESIDENTA DILMA ROUSSEF PROVA QUE NÃO É BURRA !

TENTANDO JOGAR NAS COSTAS DO GOVERNO O PREÇO PELA IRRESPONSABILIDADE DE GESTÃO E CORRUPÇÃO NO MARANHÃO A EXTREMA DIREITA PEDE INTERVENÇÃO NO ESTADO.



Com uma aceitação popular de quase 80% a Presidenta Dilma Roussef, numa jogada de mestre enxadrista  afirma que se houver intervenção no Maranhão, nomeará interventor o Senador José Sarney, um dos proprietários do PMDB e pilar de sustentação do governo Dilma. Intervir no Maranhão obviamente seria um prato para "denominar" a Presidenta de Ditadora Castrista e por consequência inoportuno para quem tem popularidade que beiraria os 100%, conquanto toda "unanimidade seja burra", motivo pelo impossível os 100%. O fato é que o caso Maranhão é crônico, histórico e cultural; assim como quase todo o Nordeste que é levado no Cabresto, sem a noção precisa do voto consciente e independente;sem promessas de empregos, casas doadas, dentaduras e óculos grátis...A vantagem do governo atual (gostemos ou não) é o fato de possibilitar que a plebe ingresse em cursos superiores, e com isso formando-se consciências mais críticas, menos dependentes das promessas de políticos corruptos.
Durante séculos a estratégia adotada no Brasil foi justamente a cooptação atendendo a pedidos e batizando crianças pelo sertão adentro para criar-se vinculo de intimidade política para vota no "cumpade".

A Presidenta Dilma (vacinada) apercebendo-se da manobra e compreendendo a historicidade do caso "Maranhão" onde o clã dos Sarney se apossaram politicamente do Estado, tal qual na Bahia existiu tal processo histórico e assim é nas cidadezinhas dos interiores nordestinos, onde existem os "maltas" "os coelhos" "os deuses" "os negromontes" "os lira" e por aí se vai. O Brasil é talhado em bandas por bandos que ficaram ricos não porque fossem competentes, mas porque souberam tirar proveito das "oportunidades" politicas do dinheiro que sangravam do poder. Na contra partida uma legião de famélicos, de pobres e agora viciados sofrem com a seca nas mãos dessa gente.
No interior até as delegacias dependem dos políticos locais, e obviamente permanece na terra a quem o deputado fulano ou beltrano assim indicar, determinar ou pedir aos governadores. No Maranhão jamais seria diferente...Se quiserem intervenção, que ponham lá quem durante "séculos" levou ao Maranhão miséria, tragédia,fome..enquanto pensava-se em comprar lagostas,filés, e sorvestes para a residencia da governadora atual.A conta dessa cupidez não poderia recair jamais nas costas da Presidenta Dilma Roussef.Certa está ela não?

0 comentários