.

.

Total de visualizações de página

Você é a favor da pena de morte?
Sim
Não

Pessoas Online

Arquivos

Meus Vídeos

Loading...

Seguidores

TV NBR AO VIVO

sábado, 24 de maio de 2014

PRESIDENTE DO SINDICATO DO PODER JUDICIÁRIO DA BAHIA RECEBE CARTA BRANCA DO TJ BAHIA

A PRESIDENTE DO SINPOJUD -SINDICATO DOS SERVIDORES DO PODER JUDICIÁRIO DA BAHIA, RECEBEU DA CORREGEDORIA CARTA BRANCA PARA ATUAR EM SUAS FUNÇÕES SINDICALISTAS. É QUE APÓS MAIS DE 22 ANOS SEM EXERCER SUA ATIVIDADE FUNCIONAL E APÓS SER MANDADA PELO ANTIGO CORREGEDOR DE VOLTA ÁS ATIVIDADES LABORAIS, A MESMA AGORA, EM RECENTE DESPACHO PODERÁ PERMANECER SEM TRABALHAR PARA O TJ BAHIA ENQUANTO PERDURAR SUAS VÁRIAS ATRIBUIÇÕES EM DIVERSAS ENTIDADES CLASSISTAS.
É BRASIL, É BAHIA !



Corregedoria confirma legitimidade de Zezé frente ao Sinpojud


A Corregedoria das Comarcas do Interior publicou nesta quinta-feira (21) decisão sobre o processo n 2141/2013, no qual reconhece a relevância da presidente do Sindicato do Poder judiciário do Estado da Bahia – Sinpojud frente à atividade sindical.
De acordo com a publicação, o afastamento da servidora da sua Comarca de origem é legitimo, pois a mesma cumpre mandatos de importante projeção no cenário do movimento sindical, a exemplo do cargo de presidente da Confederação latino Americana de Trabalhadores do Poder Judiciário – CLTPJ e Secretária de Finanças da Federação Nacional dos Servidores do Judiciário nos Estados – Fenajud, todos seguindo a legalidade.
Nesse mesmo sentido dispõe a Constituição Federal: Art. 8º- É livre a associação profissional ou sindical, observado o seguinte: I - a lei não poderá exigir autorização do Estado para a fundação de sindicato, ressalvado o registro no órgão competente, vedadas ao Poder Público a interferência e a intervenção na organização sindical; Trata-se de direito decorrente da autonomia sindical .

Confira abaixo a referida publicação

Comarca de Ilhéus
Processo nº 2143/2013 apensos processos 29354/2013 e 29358/2013
Requerente: Maria José Santos da Silva
Assunto: Comunicação
Advogados: Fernando Cesar Cunha, OAB/BA 40.645; Augusto Souza D Aras, OAB/BA 32.057; Antonio Otto Pipolo, OAB/BA 6.973; Ana Emília Torres-Homem Giaretta, OAB/BA 20.108
DECISÃO
Vistos etc.Trata-se de cumprimento do quanto determinado na decisão do Corregedor das Comarcas do Interior, à época, Eminente Des. Antônio Pessoa Cardoso, às fls.70, que acolheu o Pronunciamento da Assessoria Jurídica das Comarcas do Interior (fls.66/69), indeferindo o afastamento pleiteado pela servidora MARIA JOSÉ SANTOS DA SILVA, Cad. 213971-5. O comando determinou, ainda, que a Requerente se apresentasse imediatamente ao chefe de sua lotação originária, sob pena de instauração de procedimento disciplinar. Irresignada, a Requerente interpôs Recurso Administrativo, que foi desprovido pelo órgão colegiado, conforme demonstrado às fls.165/170. O SIMPOJUD, à fl. 183, apresenta uma Moção de Protesto, alegando que a medida deste Tribunal é equivocada e que a servidora está amparada constitucional e legalmente para o exercício pleno da atividade sindical. Afirma que seu retorno à comarca prejudicará sobremaneira a entidade representativa. A Desa. Vera Lúcia Freire de Carvalho, Relatora, informa, à fl. 185, que a Moção não tem caráter recursal, nem articula qualquer pedido, motivo pelo qual determinou o retorno dos autos à Secretaria do Conselho da Magistratura para que certificasse se houve interposição de recurso administrativo. De acordo com a certidão de fl. 186, não foi interposto recurso. À fls.187, a Relatora informa o exaurimento da competência do Conselho da Magistratura e determina a remessa dos autos à Eminente Corregedora das Comarcas do Interior, para a adoção das providências cabíveis. Submetendo-se a Comarca de Ilhéus à Corregedoria-Geral, foram os autos remetidos a este órgão de correição. Às fls.190/283, a servidora junta documentos que comprovam a ocupação dos cargos diretivos em Entidades Sindicais. Decido. A ocupação de cargos diretivos de entidades sindicais legitima o afastamento da servidora, que exerce papéis de grande relevância para os trabalhadores do Poder Judiciário Baiano, inclusive cumprindo mandatos de importante projeção no cenário do movimento sindical, a exemplo do cargo de Presidente da Confederação Latino Americana de Trabalhadores do Poder Judiciário – CLTPJ (fl.261); e Secretária de Finanças da Federação Nacional dos Servidores do Judiciário nos Estados- FENAJUD (fl.192). Nesse mesmo sentido dispõe a Constituição Federal: Art. 8º- É livre a associação profissional ou sindical, observado o seguinte: I - a lei não poderá exigir autorização do Estado para a fundação de sindicato, ressalvado o registro no órgão competente, vedadas ao Poder Público a interferência e a intervenção na organização sindical; Trata-se de direito decorrente da autonomia sindical, da vedação constitucional ao poder público em interferir ou intervir na livre organização sindical, o que se reflete na liberdade de representação, matéria aqui sob análise. Diversos são os cargos sindicais representativos exercidos pela servidora MARIA JOSÉ SILVA, cuja prova está anexa às fls.190/282, tais como: 1.DIRETORIA EXECUTIVA E CONSELHO FISCAL DA FEDERAÇÃO NACIONAL DOS SERVIDORES DO JUDICIÁRIO NOS ESTADOS – FENAJUD (MARIA JOSÉ SANTOS DA SILVA – SECRETÁRIA DAS FINANÇAS PARA O TRIÊNIO 2012-2015); 2. ATA DO VII CONGRESSO NACIONAL DA FEDERAÇÃO NACIONAL DOS SERVIDORES DO JUDICIÁRIO NOS ESTADOS – FENAJUD; 3.ATA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA DIRETORIA DA FEDERAÇÃO NACIONAL DOS SERVIDORES DO JUDICIÁRIO NOS ESTADOS – FENAJUD; 4. ATA DA SESSÃO ESPECIAL DO XIII CONGRESSO NACIONAL DA CONFEDERAÇÃO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO BRASIL – CSPB PARA ELEIÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA, CONSELHO FISCAL, COORDENADORES ADJUNTOS, DIRETORES POR ASSUNTOS E SEUS ADJUNTOS E SECRETÁRIOS EXECUTIVOS E SEUS ADJUNTOS. (MARIA JOSÉ SANTOS DA SILVA – DIRETORA ADJUNTA PODER JUDICIÁRIO FEDERAL); 5. ATA DA SESSÃO SOLENE DE POSSE DA DIRETORIA EXECUTIVA, CONSELHO FISCAL, COORDENADORES ADJUNTOS, DIRETORES POR ASSUNTOS E SEUS ADJUNTOS E SECRETARIOS EXECUTIVOS E SEUS ADJUNTOS DA CONFEDERAÇÃO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO BRASIL – CSPB; 6. ESTATUTO SOCIAL DA CONFEDERAÇÃO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO BRASIL – CSPB; 7.ATA CELEBRAÇÃO DA PLENÁRIA DE ELEIÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA DA CONFEDERAÇÃO LATINO AMERICANA DE TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO. (MARIA JOSÉ SANTOS DA SILVA – PRESIDENTE); 8. ATA DE POSSE DA FEDERAÇÃO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO ESTADO DA BAHIA – FETRAB. ( MARIA JOSÉ SANTOS DA SILVA – COORDENADORA GERAL.) O impedimento para exercício de tais mandatos expõe o poder público a riscos como a baixa representatividade da entidade sindical, fenômeno que não pode comprometer os desígnios de valores absolutamente importantes – a supremacia do interesse público e a liberdade de associação sindical – e que se não merecem oposição, impõem conciliação. Assim, diante do informado às fl.190/191 e documentos de fls. 192/282, fica suspenso o exercício das funções públicas da servidora MARIA JOSÉ SILVA, cadastro 213971-5, na Comarca de Ilhéus/Bahia, em razão da posse em cargos diretivos das entidades sindicais mencionados nesta decisão, por quanto tempo durar cada um dos seus respectivos mandatos. Publique-se.

0 comentários