.

.

Total de visualizações de página

Você é a favor da pena de morte?
Sim
Não

Pessoas Online

Arquivos

Meus Vídeos

Loading...

Seguidores

TV NBR AO VIVO

sexta-feira, 3 de abril de 2015

EXCLUSIVO - PAULO AFONSO -BAHIA: MÉDICO ACUSADO DE HOMICÍDIO É CONDENADO PELO CREMEB

O MÉDICO E VEREADOR DO PT, LUIZ AURELIANO DE CARVALHO FILHO FOI PUNIDO PELO CREMEB COM A PENA APLICADA DE CENSURA PÚBLICA, PUBLICADA NO JORNAL "A TARDE" DO MÊS DE  FEVREIRO DE 2015
 
 
 
 *Por Cecílio Almeida Matos
         Jornalista DRT/Ba 4881
 
O médico "polêmico", que responde a inquérito por agir com violência com mulher e acusado pela morte de pelo menos três recém nascidos no hospital Nair Alves de Souza em Paulo Afonso, acaba de ser punido pelo Conselho Regional de medicina da Bahia, com pena de censura pública, por "que restou provado que o médico, na condição de diretor técnico, admitiu profissional em situação irregular perante o Conselho Regional de Medicina, deixando de zelar pelo exercício ético da profissão" .Este caso encontra-se com o Ministério Público de Paulo Afonso e encaminhado para o Ministério da Justiça, com pedido de adoção de providências. Com essa condenação, é necessário que se esclareça se o médico em questão passa a ser ficha suja e se não estaria passível de sofrer as sanções políticas inerentes à situação legal, como a cassação do mandado de vereador e a impossibilidade de exercer cargos públicos. O caso repercutiu bastante quando a filha da vítima internada no hospital Nair Alves, levou um cardiologista para que pudesse atender o pai da mesma e o então Diretor médico impediu a entrado do Cardiologista no Hospital, impossibilitando um atendimento de qualidade. Questionada sobre a punição, a mesma disse ter sido muito branda e que acredita mais na determinação do Ministério Público da Bahia, que está determinado a promover justiça.
E agora? Inocente ou culpado? Ou o CREMEB está errado?
Veja abaixo ,na integra o edital de punição pública, publicado no dia 6 de Fevereiro  de 2015, no Jornal "A Tarde".
 
 
                                  (click na foto para amplia-la)
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 




0 comentários