.

.

Total de visualizações de página

Você é a favor da pena de morte?
Sim
Não

Pessoas Online

Arquivos

Meus Vídeos

Loading...

Seguidores

TV NBR AO VIVO

domingo, 14 de junho de 2015

GREVE BRANCA NA JUSTIÇA DA BAHIA

CARTA ABERTA DE JORNALISTA MOSTRA AO PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA BAHIA DESCONTENTAMENTO DOS SERVIDORES

SERVIDORES COM MEGA SALÁRIOS E DESEMBARGADORES GANHANDO MAIS QUE O PERMITIDO PELO TETO CONSTITUCIONAL


*Cecílio Almeida DRT/Ba 4881





CARTA ABERTA - MANIFESTO.

Caro Desembargador Presidente do TJ Bahia.

É notório o descontentamento dos servidores do Poder Judiciário do Estado da Bahia ,em que pese Vossa estimada dedicação para combater os desvios de conduta de servidores , magistrados e até desembargadores. Contudo, ao perceber que magistrado tem verba garantida para pagamento de diárias, auxílio moradia e vantagens garantidas e asseguradas; os servidores demonstram seus descontentamento não mais com greves e passeatas, pois há muito perderam a confiança nos sindicatos que ai estão (dois que não valem por nenhum) começaram inteligentemente a utilizar a fragilidade do próprio sistema para se eximirem de responsabilidades, deixando que a famosa "morosidade" da justiça faça por si mesma a sua parte. Se não tem computador, não se digita, se não tem papel não se imprime, se falta isso ou aquilo que fique faltando, pois nenhum servidor tem dado mais seu sangue e sua alma pela instituição TJ Ba, muitos adoeceram sobre pressão, doenças crônicas, cardíacas, psíquicas;outros abandonaram o barco quer passando em novos concursos, quer se afastando por invalidez. Mas o fato maior a ser percebido Senhor Presidente é que os servidores de hoje, não são os mesmos de ontem. Hoje a maioria é graduada, pós graduada, com mestrado, doutorado e muitas vezes; muito mais;mas muito mais, competente que alguns magistrados preguiçosos; e ainda assim deixam de ser reconhecidos por merecimento,são preteridos. Quantos cargos em comissão foram preenchidos por servidores de carreira, que não os apadrinhados, conforme a legislação vigorante? Isso Senhor Presidente; esse descontentamento, essa falta de valorização, de reconhecimento, de ser sempre renegado ao segundo momento das preocupações do Tribunal, com pinceladas de açúcar para "adoçar o bico" do servidor e ludibria-lo com programas infantis do tipo SER deprimiram e desmotivaram o servidor público do Tribunal de Justiça da Bahia. Os altos estudos, os esforços para aprimoramento e capacitação é sempre feito na esperança do reconhecimento e da valorização que reflete em um judiciário sadio, participativo e compromissado. Pagar melhor ao servidor e implantar definitivamente o plano de carreira (cargos e salários) é o que melhor poderia marcar a Vossa gestão séria, de homem íntegro, sisudo e ilibado. Quando isso acontecer o judiciário desabrochará e tudo destravará; tenha certeza.
Grato.
Cecilio Almeida Matos Jornalista, Analista de RH e Psicoterapeuta.

0 comentários