.

.

Total de visualizações de página

Você é a favor da pena de morte?
Sim
Não

Pessoas Online

Arquivos

Meus Vídeos

Loading...

Seguidores

TV NBR AO VIVO

domingo, 6 de setembro de 2015

DILMA DEVERÁ CRIAR IMPOSTOS PARA TRIBUTAR IGREJAS

MOVIMENTAÇÃO BANCÁRIA PODERIA SER A MANEIRA DE SE VERIFICAR A FORMA DE CONTRIBUIÇÃO


Que igrejas ganham milhões de reais e dólares, não se discute. Absurdo mesmo é ver pastores, bispos e toda confraria nadando em dinheiro, morando em mansões, extremamente ricos; declarando em sua maioria uma receita de 6 mil reais por  mês. Diferentemente da maioria dos outros países; no Brasil as igrejas não pagam imposto algum e, arrecadam absurdamente dos fieis somas imagináveis, em nome da fé.
Basta olhar para trás e verificar a evolução patrimonial de pessoas como Edir Macedo (que fazia cultos em  salvador, num templo atrás de um terminal de ônibus) e Silas Malafaia ,dentre outros.
Para se protegerem, articularam-se e criaram uma bancada "evangélica" no Congresso Nacional, -é sugestivo que assistam o filme candidato honesto-  eleitos com ajuda das igrejas, esses  políticos, como Eduardo Cunha defendem com unhas e dentes suas igrejas e no caso de Eduardo Cunha, ainda leva a sobra de volta para igreja para distribuir entre eles mesmos..
Mas o fato é que Dilma Rousseff estaria estudando a possibilidade e o mecanismo de tributação das igrejas no Brasil e, possivelmente a forma mais razoável seria pela movimentação bancária, uma vez que acima de  certo valor movimentado o COAF - órgão de inteligência da Receita Federal, sinaliza e informa quanto foi movimentado diretamente na conta bancária de cada um. Como não se trata de quebra de sigilo bancário, pois, mesmo que uma só igreja tivesse usando a conta corrente de todos os feis no patamar em que o COAF não sinaliza, no cruzamento de informações acabaria pegando quem sonegasse enquanto igreja.

0 comentários