.

.

Total de visualizações de página

Você é a favor da pena de morte?
Sim
Não

Pessoas Online

Arquivos

Meus Vídeos

Loading...

Seguidores

TV NBR AO VIVO

sábado, 9 de abril de 2016

DEPUTADO IMBASSAHY, LÍDER DO IMPEACHMENT, RECEBEU DINHEIRO DE EMPRESA DA LAVA A JATO

CARA DE PAU ATÉ MORRER, DEPUTADO DO PSDB RECEBEU DA UTC ENGENHARIA DINHEIRO PARA CAMPANHA
Muitos deputados no Congresso Nacional e Senadores, receberam dinheiro em suas campanhas, de empresas denunciadas na lava a jato e agora na cara de pau se colocam a disposição de um golpe político contra a presidente da República Dilma Rousseff. Se Dilma recebe, é dinheiro de propina, agora se eles recebem, é dinheiro lícito; muito embora todos , absolutamente todos, tivessem declarado ao TSE que receberam tais doações para suas campanhas. Porque o de Dilma e do PT é dinheiro de propina e o do DEM,PMDB, PSDB não são? 
A verdade é que quem recebe a doação, não tem como saber se a origem do dinheiro foi sujo ou não; não vem escrito na importância doada :"dinheiro sujo" e, como todos precisam para fazer a campanha e aproveitar o que sobra para pagar suas contas; se quer perguntam a origem dos valores, presumindo-se todos que as doações são plenamente legais e oriundas de forma lícitas para sua obtenção.
Na tentativa de se manter na Câmara dos Deputados, o parlamentar tucano multiplicou por sete a arrecadação, passando de R$ 583 mil, em 2010, para R$ 4,2 milhões, em 2014. À Justiça Eleitoral declarou que muitos dos valores foram repassados pelos diretórios estadual e nacional do PSDB. Entre os colaboradores estão, novamente, empresas investigadas na operação da PF.


Por meio do partido, Imbassahy recebeu contribuições das empresas Companhia Brasileira de Projetos e Obras (CBPO) – ligada ao grupo Odebrecht, que também aparece no processo da fraude das licitações do metrô -, a UTC Engenharia e a OAS Empreendimentos, que doaram, respectivamente, R$ 269.700,00, R$ 76.875,00 e R$ 250.000,00. Somados, os valores chegam a quase R$ 600 mil, valor maior do que os gastos com a primeira campanha.
*com infomações de vermelhor.org.br

0 comentários